• Rádio União FM

Gaspar intensifica vacinação contra Febre Amarela




A Secretaria de Saúde de Gaspar, vacinou 57 pessoas contra a febre amarela no dia D, que aconteceu no último sábado, dia 20. Com esta ação, houve um aumento de 2% na parcela imunizada da população, contando agora com 57% dos gasparenses protegidos. A meta nacional é de que 95% da população alvo. Por isso, a Prefeitura reforça a importância da vacinação, que é o único método de prevenção contra a doença.


Para que o município tenha maior controle sobre a parcela da população que já está imunizada, a diretora geral de Vigilância em Saúde, Jicéli Petró, pede para que, aqueles que tomaram a vacina em outra cidade ou há muito tempo, procurem a sua unidade de saúde munidos da carteirinha de vacinação para que seu cadastro no sistema utilizado pela secretaria de saúde seja atualizado. "A importância da atualização é para que a equipe de Vigilância Epidemiológica tenha números reais de quantidades de cidadãos já imunizados em Gaspar, para que seja possível quantificar o total de pessoas que estão protegidas contra essa doença que pode ser fatal par quem não esta protegido", destaca a diretora.


O secretário de Saúde, José Carlos de Carvalho Júnior, ressalta que as unidades de saúde que contam com sala de vacinação oferecem a imunização durante toda a semana, das 7h30 às 12h e das 13 às 16h30, podendo variar de acordo com a unidade. “Pedimos a todos os moradores de Gaspar com mais de nove meses de idade e que ainda não estão vacinados que procurem sua unidade de saúde e se vacinem. A imunização é a única forma de se proteger contra a febre amarela”, destaca. O secretário ainda ressalta que o município é considerado área de risco por estar próximo de áreas de mata.


Sobre a febre amarela

A febre amarela é uma doença perigosa, transmitida por mosquitos, principalmente em áreas de matas e a única forma de se proteger é a vacinação. Santa Catarina já tem o registro da terceira morte de macaco e da segunda morte humana por febre amarela somente em 2019. O Estado não registrava casos de febre amarela em humanos desde 1966.


As manifestações iniciais da doença, de acordo com a Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina, são febre alta de início súbito, sensação de mal estar, dor de cabeça, dor muscular, cansaço, calafrios, náuseas e vômitos. Ao notar os sintomas, a recomendação é de procurar atendimento imediato.

TEL: 47 3326 6033 
RUA AMAZONAS, 131 - BLUMENAU, SC 
RÁDIO UNIÃO FM - Copyright © 2019 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS 
DESENVOLVIDO POR @MAURICIOCATTANI
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon